O Governo da Tailândia aprovou a extensão do Decreto de Emergência durante o período compreendido entre 1 a 31 de outubro de 2020, naquela que é a sexta extensão do Estado de Emergência desde o início da pandemia. O prolongamento acontece apesar dos bons índices revelados no combate à pandemia, numa altura em que o país se prepara para abrir gradualmente as suas fronteiras ao turismo internacional.

PUB.

O Centro de Gestão da Situação da COVID-19 (CCSA), que inclui vários especialistas e governantes, incluindo o primeiro-ministro, Prayut Chan-ocha, e o ministro da Saúde, Anuntin Charnvirakul, argumenta que a prorrogação do Estado de Emergência permitirá às autoridades controlar e prevenir eficazmente a propagação da COVID-19 na Tailândia.

O anúncio desta medida coincide com a revelação de que se encontra a desenvolver esforços para garantir a abertura gradual do país, com destaque para a implementação de um visto destinado a visitantes de longa duração (STV), cuja oficialização será efetivada nas próximas semanas.

Recorde-se que, até ao momento, foram confirmados 3.564 casos de COVID-19 no país, dos quais 3.374 já se encontram recuperados, tendo sido registadas 59 mortes.

Fatores como o distanciamento social enraizado na cultura tailandesa, o uso precoce de máscaras individuais de proteção, a robustez do sistema de saúde da Tailândia, a influência da genética e o estilo de vida maioritariamente ao ar livre dos tailandeses têm sido apontados como decisivos para o controlo da pandemia.